Água está presente em tudo, desde tarefas simples até na geração da economia. Conscientizar a população garante essa fonte de vida para gerações futuras.

Dia 22 de Março é celebrado o Dia Mundial da Água, uma data simbólica que tem o propósito de alertar a sociedade sobre a gravidade da preservação dos recursos hídricos e o impacto do desperdício e da má distribuição.

A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1922, e em quase cem anos, os dados sobre a utilização da água mostram que a conscientização ainda se faz necessária. Dados divulgados em um relatório da ONU apontam que 40% da população mundial vivem com escassez do líquido. Além disso, 1,8 bilhão de pessoas consomem água com riscos de contaminação.

A preservação das fontes, nascentes e mananciais é fundamental para a continuidade da vida no planeta e do equilíbrio dos ecossistemas. A água atua em funções essenciais para o funcionamento adequado de um organismo: na absorção e excreção de elementos, no transporte de nutrientes no sangue, digestão de alimentos, regulação da temperatura do corpo, entre outros. E ela está presente nas tarefas do dia a dia, como no consumo, na higiene pessoal e dos espaços físicos, no preparo de alimentos ou na geração de energia através de hidrelétricas.

Mesmo assim, muitas pessoas têm hábitos prejudiciais com esse elemento tão importante da natureza, provocando crises hídricas que atingem diretamente a nossa economia. Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), o desperdício chega a 40% do estimado e gera perdas de R$ 8 bilhões por ano.

Portanto, vamos fazer a nossa parte! Iniciativas simples auxiliam a garantir essa manutenção, por exemplo:

– O reaproveitamento da água em tarefas simples, como na lavagem de roupas na máquina ou no armazenamento durante o banho;

– Desligar o chuveiro e as torneiras quando não estiver utilizando;

– Poupar o consumo ao lavar quintais, calçadas ou o seu veículo e regaras plantas;

– Verificar e corrigir vazamentos na tubulação de casa.

– E ensinar as crianças sobre o consumo consciente da água. Assim, elas vão seguir um caminho mais sustentável do que a nossa geração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor insira seu nome