Apresentação do Espetáculo ‘Aurora da Minha Vida, Sem Tecnologia’

O espetáculo musical ‘Aurora da Minha Vida, Sem Tecnologia’, montado pelo grupo Cia de Teatro Culturarte e estudantes do Centro de Ensino de Tempo Integral Professor Aquiles Batista Vieira, escola da rede estadual de ensino, em Alcântara, foi apresentado no sábado (24), na sede do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), naquela cidade.

  A apresentação teve como objetivo arrecadar alimentos não perecíveis para serem distribuídos em comunidades carentes da cidade. Com isso, a entrada para o evento foi 1kg de alimento não perecível ou ingresso no valor de R$ 5,00 que será revertido para compra de alimentos. Tudo que foi arrecadado será distribuído para comunidades carentes da cidade.

  Além de exercer a solidariedade, quem foi conferir de perto o espetáculo teve a chance de ver uma grande apresentação. A peça é uma adaptação do diretor Haroldo Jr. para o clássico do figurinista brasileiro Naum Alves de Souza, “Aurora da minha vida”. O enredo aborda as relações e os conflitos de um sistema escolar antidemocrático e repressor dos anos 70. Com uma pitada de humor, ironia, drama e muita nostalgia, o espetáculo traz clássicos infantis do Balão Mágico e Trem da Alegria, de músicas de Milton Nascimento e da banda Legião Urbana.

  O diretor Haroldo Jr. é ex-aluno do Centro de Ensino de Tempo Integral Professor Aquiles Batista Vieira e comentou a construção do enredo. “A gente buscou retratar de uma forma bem cômica e ao mesmo tempo dramática, a forma como era o ensino naquela época em que os professores reprimiam os alunos e humilhavam, usavam palmatória para tentar fazer com que os alunos entendessem o conteúdo, e colocavam chapéu de burro na cabeça dos alunos. Então aborda essa relação recheada de bullying e de dramas. Ao mesmo tempo a gente faz uma abordagem sobre como era a educação sem as tecnologias do século XXI, que traz muitos benefícios, mas, ao mesmo tempo tem seus entraves. É um espetáculo musicalizado”, explicou.

Estudante Ana Raquel, vencedora do Festival Maranhense de Teatro Estudantil, como melhor atriz

O musical ‘Aurora da Minha Vida, Sem Tecnologia’, foi escolhido como o segundo melhor espetáculo do Festival Maranhense de Teatro Estudantil, realizado em São Luís, no início do mês. No mesmo festival, a estudante Ana Raquel Silva dos Santos, de 16 anos, aluna do 2º ano Integral, foi premiada como melhor atriz.

  “Estou muito feliz por esse prêmio. Isso para mim é uma honra, porque foi o meu primeiro contato com o teatro, e tive a felicidade de voltar com um prêmio. Acho que o teatro ele agrega muito ao nosso aprendizado, ao nosso conhecimento, nos ajuda a ampliar a visão de mundo”, disse Ana Raquel.

  O Centro de Ensino de Tempo Integral Professor Aquiles Batista Vieira foi a única escola a representar a cidade de Alcântara no Festival Maranhense de Teatro Estudantil desde a primeira edição, sendo vencedor nos anos 2015 e 2017. Outro detalhe importante é que a Cia de Teatro Culturarte é formada, em sua maioria, por alunos remanescentes da escola.

  “O teatro sempre foi uma forma encontrada na nossa escola de incluir, incentivar e de fazer uma educação libertadora, capaz de fazer com que os nossos estudantes adquirissem uma visão mais ampla de mundo. O teatro agrega muito ao aprendizado e ao conhecimento, porque mobiliza o estudante/ator a ler, e quando isso acontece, o conhecimento adquirido é para sempre. Nós estamos muito felizes com o desempenho dos nossos alunos e ex-alunos (Cia de Teatro Culturarte). Sem contar que, quando esses estudantes se envolvem e se aproximam da arte, eles se distância das drogas e do mundo da criminalidade”, destacou o professor Mauro César Aguiar Brito, gestor do CEIN Aquiles Batista Vieira, em Alcântara.

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.educacao.ma.gov.br/estudantes-apresentaram-em-alcantara-musical-beneficente-sobre-a-escola-nos-tempos-da-ditadura/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor insira seu nome