Campanha atende a mais de 4 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio

Foto: Divulgação DSEI/ARN

A Campanha Setembro Amarelo pela Valorização da Vida, organizada em São Gabriel da Cachoeira pelo Comitê Interinstitucional para o enfrentamento do suicídio, iniciou suas atividades no mês de agosto com a formação de apoiadores pedagógicos indígenas. Tal formação visa enfrentar o número de óbitos por suicídio nas calhas do Rio Negro, Rio Tiquié, Rio Waupés, Rio Içana e Rio Xié, onde também estão localizados os polos-base do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto do Rio Negro (DSEI/ARN)

Foi realizado um concurso musical nas escolas estaduais e federais para valorizar e incentivar jovens e adolescentes em idade escolar a participar ativamente da Campanha pela Valorização da Vida. A música vencedora veio da Escola Estadual CETI Pedro Yamaguchi e foi apresentada na abertura oficial da campanha. O evento, realizado no dia 17de setembro no Ginásio Arnaldo Coimbra, contou ainda com atrações teatrais e grupos de dança.

Durante o mês foram atendidos mais de 4 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio. Foi realizada uma campanha intensiva tanto na cidade quanto no território indígena do município, com a participação de aproximadamente 25 profissionais de diversas áreas, como médicos, psicólogos, assistentes sociais, dentistas, conselheiros tutelares e estudantes de medicina, odontologia e enfermagem da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

O DSEI/ARN realizou curso de formação para os profissionais da saúde com o tema “Patofisiologia e Neurociência da Depressão com enfoque na abordagem de sua pior complicação: Suicídio”. Participaram profissionais de 50 Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígenas (EMSIs) de vários polos base.

A campanha Setembro Amarelo se encerrou com uma caminhada, com a participação de várias escolas locais e com a presença de instituições que fazem parte do Comitê Interinstitucional para enfrentamento ao suicídio (DSEI/ARN; Secretaria Municipal da Saúde – SEMSA; Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade –SEMAS; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – IFAM; Secretaria Municipal de Educação – SEMED; Secretaria de Estado de Educação e Ensino – SEDUC; Hospital Geral Universitário – HGU; igrejas e outros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor insira seu nome